Janeiro 16, 2021

Paulo Vieira revela situação desagradável em banco e faz desabafo: “Maltratado até que descobrem que trabalho na televisão”

A semana do ator e humorista Paulo Vieira começou de uma forma um tanto desagradável. Na manhã de segunda-feira (04), Vieira utilizou as redes sociais para fazer um desabafo sobre o tratamento recebido na agência bancária que costuma frequentar.

Em uma série de tuítes, o humorista relatou o que enfrenta todas as vezes que visita o local – desde as atitudes dos funcionários quando chega, até a mudança de comportamento após descobrirem que o mesmo trabalha com entretenimento.

“Hoje é dia de ir no meu banco ‘vip’ ser maltratado até a hora que eles descobrem que eu trabalho na televisão”, desabafou Paulo. O ator continuou, afirmando que a situação era um ‘desgaste’ e que um dia se aprofundaria no assunto. Os seguidores, entretanto, não precisaram esperar muito para ouvir mais sobre o caso, pois Vieira compartilhou detalhes de momentos desagradáveis vividos na agência logo em seguida.

De acordo com o ator, tudo começa quando os funcionários do local reparam nas roupas vestidas por ele. “Eu sempre venho de chinelo e fico pensando ‘talvez eu tenha causado isso’”, revelou. “Mas logo me vem um F*DA SE ELES! TEM QUE TRATAR BEM TODO MUNDO NESSE CARAI!”, criticou ainda.

Paulo prosseguiu com o relato e detalhou frases utilizadas durante as interações entre ele e a equipe do local. Segundo o humorista, as discussões são sempre as mesmas, indicando que os maus tratos são frequentes. “As fases são sempre as mesmas: Primeiro vem um ‘POIS NÃO?’ que é quase um ‘errou a porta, bem?’”, alegou Vieira. “Depois uma tentativa de que eu faça minhas operações no banco debaixo, versão ‘não vip’ do mesmo banco. Depois, demora horas pra conferir todos os meus documentos”, detalhou.

[anuncio]

As queixas do ator não pararam por aí. Ao longo da thread, Vieira explicou que problemas com a verificação de sua identidade são constantes. “Sempre tem uma questão ENORME com a minha identidade. Ela é falsa, ela tá errada, ela é de papel machê… não sei. Aí eu fico lá, impávido com as minha havaianas esperando eles resolverem. Começa a ‘chamação’ de gente: VEM O GERENTE DO GERENTE, AÍ VEM O FULANO, VEM O DONO…”, comentou.

O humorista então afirmou que o tratamento dos funcionários em relação a ele começa a mudar sempre que menciona a quantia a ser movimentada no dia. “Aí eu tiro minha carteira reciclada que tem mais de 10 anos (a quem prometi que só deixaria quando tivesse 1 milhão guardado), enquanto digo os milhares de reais que vou movimentar. RIBULIÇO”, afirmou ele.

[anuncio]

“Nessa hora eu fico bem metido, falo bem baixo, pisco lento e olho através de todos, bem esnobe. Enquanto não respondo nenhuma pergunta, só espero resolver. O máximo que eu falo é ‘quer dizer que o banco X não tem esse dinheiro?’ … E espero”, contou Vieira.

Na sequência, Paulo informou que, a partir daí, pessoas da equipe do estabelecimento começam a questionar sua linha de trabalho. “Aí vem uma mulher, com voz de falar com gente ignorante e diz ‘O SENHOR TRABALHA POR AQUI?’. Eu ‘Não, trabalho no Rio’. ‘Trabalha com quê?’ E eu ‘com arte’. E VOU ALONGANDO ATÉ CHEGAR NA INFORMAÇÃO QUE MUDA TUDO…”, escreveu ele. A informação, no caso, é o fato do ator trabalhar na televisão. Apesar disso, Vieira não revelou os momentos que sucedem a revelação.

O desabafo do artista gerou empatia nas redes e, em resposta à thread, internautas compartilharam relatos de situações parecidas vividas no dia a dia. Confira:

O post Paulo Vieira revela situação desagradável em banco e faz desabafo: “Maltratado até que descobrem que trabalho na televisão” apareceu primeiro em Notícias.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp