Abril 12, 2021

Aliança do bloco de Maia causa dissidências nos partidos

O candidato do bloco organizado por Rodrigo Maia, deputado Baleia Rossi (MDB-SP)

O candidato do bloco organizado por Rodrigo Maia, deputado Baleia Rossi (MDB-SP)
Luis Macedo / Câmara dos Deputados

A aliança costurada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para fazer o seu sucessor no comando da Casa tem causado mal-estar entre deputados dos partidos que fazem parte do bloco. Apesar das legendas terem formalizado apoio à candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP), há instatisfações dentro das bancadas por motivos variados. 

Nesta segunda-feira (4), o PT decidiu apoiar oficialmente Baleia Rossi, mas a decisão passou longe da unanimidade. Da bancada de 52 parlamentares, 27 deputados apoiaram apoio a Baleia e 23 foram contrários, defendendo uma candidatura própria. Outros queriam adiar a decisão. No caso do PT, a dificuldade é o próprio nome escolhido pelo bloco e sua ligação com o ex-presidente Michel Temer, visto como golpista pelo partido. 

Já no PSL, que tem bancada de 36 parlamentares, os deputados bolsonaristas preferem o candidato apoiado pelo Planalto, Arthur Lira (PP-AL). Os que romperam com o presidente votarão em Baleia, mas há ainda resistências à aliança com o PT. 

Dentro do PSB também há a discussão sobre uma candidatura própria, e fontes envolvidas na discussão dizem que o partido está numericamente rachado ao meio. No momento, o partido apoia o projeto de Baleia, mas há quem defenda mudança de lado afirmando que Arthur Lira não é tão alinhado com Bolsonaro e que sempre cumpriu os compromissos assumidos com os deputados. Ou seja, rechaçam o discurso de “Câmara independente” adotado por Maia. 

O próprio DEM, partido de Rodrigo Maia, segue dividido. O deputado Elmar Nascimento (DEM-BA) era um dos pré-candidatos do bloco e se ressentiu da escolha de Maia por Baleia. Deixou pública a insatisfação e agora faz campanha por Arthur Lira. 

Em tese, se não houvesse dissidências, o grupo de Maia/Baleia, com apoio de 11 partidos, somaria 269 votos. Atualmente fazem parte da aliança de Baleia os partidos PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PC do B e Rede. Já na aliança de Lira as bancadas somam 214 deputados, pois estão os partidos: PP, PL, PSD, Republicanos, Solidariedade, PTB, PSC, Pros, Patriota e Avante.

O PSOL, partido com 10 cadeiras, tem a tendência de ter candidatura própria, mas a líder da bancada, Sâmia Bonfim (SP) defende o apoio a Baleia Rossi. A decisão, no entanto, ainda será tomada pela bancada. 

Para garantir a eleição são necessários 257 votos, caso os 513 deputados votem. Mas, como se pode perceber, a matemática para ganhar a eleição da presidência da Câmara não é tão simples.

You may have missed

5 min read
5 min read
2 min read