Abril 14, 2021

Internautas acusam apresentadora Hilaria Baldwin de fingir sotaque espanhol, trocar de nome e mentir sobre suas origens: “Trapaça de uma década”

Pega no pulo?! Os últimos dias de 2020 têm sido tumultuados para Hilaria Baldwin, esposa do ator Alex Baldwin… A apresentadora e escritora tem sido acusada de fingir seu sotaque espanhol, e de ter mentido sobre as origens de sua família.

Tudo começou quando a atriz Amy Schumer compartilhou uma foto de Hilaria com o filho, o pequeno Eduardo, de 3 meses. No clique, a apresentadora mostra o corpo malhado de lingerie, e deseja boas festas aos seguidores. Schumer compartilhou em seu Instagram o post fingindo ser ela na fotografia e escreveu: “Gene (marido de Amy) e eu gostaríamos de desejar a todos um feliz Natal. Divirta-se com os membros da família que estejam falando com você este ano”, publicou.

Por ser uma forte militante do movimento body positivity, Amy Schumer acabou fomentando diversas críticas dos seus seguidores à Hilaria. Muitas pessoas interpretaram que a apresentadora estava promovendo a magreza para mulheres que acabaram de parir. Em resposta, Baldwin gravou um vídeo se defendendo. “Há toda aquela coisa de ‘Oh, [os corpos de] mães não são assim’ — Algumas mães são. Essa mãe aqui é sim. Estou incluída no [discurso de] inclusão”, disse em um trecho da filmagem.

[anuncio]

Como se a primeira polêmica não fosse suficiente, veio a segunda e mais “cabeluda”… Uma internauta, identificada como @lenibriscoe, viralizou no Twitter ao colocar em xeque o sotaque claramente norte-americano de Hilaria na gravação, bem diferente do que ela usa normalmente para reforçar suas supostas origens espanholas. “Você tem que admirar o compromisso de Hilaria Baldwin com sua pequena trapaça de uma década, onde ela se faz passar por um espanhola”, escreveu.

O perfil ainda fez uma comparação com entrevistas antigas de Baldwin, em que ela chega a perguntar para uma apresentadora como se fala “pepino” em inglês, e não esconde o sotaque espanhol bem carregado. No site da agência que faz os contratos de Hilaria como palestrante, a biografia dela diz que seu nascimento foi em Mallorca, Espanha, e que foi criada em Boston, Massachusetts. Uma entrevista de 2018 para a revista Hola! diz que o espanhol é a linguagem nativa da escritora.

Porém, muitos furos foram levantados na história… Em entrevista ao podcast “MomTruths” em abril, Hilaria alegou que “se mudou para os Estados Unidos quando tinha 19 anos para entrar na [universidade] NYU”, em Nova Iorque. Quando as apresentadoras perguntaram de onde ela tinha se mudado, a resposta foi “da casa de meus pais, em Mallorca”. Segundo o Page Six, desde 2011, os pais da apresentadora realmente vivem na cidade espanhola, mas antes disso eles moravam em Massachussetts.

[anuncio]

Hilaria Baldwin também já alegou que sua mãe é espanhola, mas @lenibriscoe tem outra resposta para isso. Um vídeo publicado pela internauta mostra Kathryn Hayward — mãe de Hilaria — falando em perfeito inglês que cresceu em Massachusetts, e que seu pai trabalhava em uma universidade em Longmeadow, em 1960. Além disso, há dados de que a família paterna da apresentadora está nos Estados Unidos desde a época da Revolução Americana. Hilaria alega que o idioma espanhol passou a estar presente na família após uma viagem do patriarca para a Argentina, o que inspirou seus filhos a serem “proficientes na língua”.

A “cereja do bolo” na investigação veio com a descoberta de que Hilaria foi aluna de uma escola particular de Massachussets, o que demonstra que ela já morava nos Estados Unidos bem antes dos 19 anos. Além disso, supostos ex-colegas de classe afirmaram que ela nunca teve o sotaque espanhol na juventude, e na época de estudante era chamada de Hillary Hayward-Thomas. Ué?!

O posicionamento de Hilaria Baldwin (ou Hillary Hayward-Thomas)

Com a repercussão da thread de @lenibriscoe, Hilaria gravou um vídeo para o Instagram, no qual admitiu que “há algumas coisas que precisam ser esclarecidas” e sugeriu que suas palavras foram distorcidas em aparições anteriores na mídia. A nova versão da sua trajetória confirma que ela nasceu em Boston, mas que passou “parte de sua infância na Espanha”. “Houve muitas idas e vindas em toda a minha vida, e eu tenho muita sorte de ter crescido falando duas línguas”, explicou.

[anuncio]

O motivo para a variação no sotaque, segundo Baldwin, seria a frequência que ela está falando o idioma em questão. “Quando estou a trabalho, procuro enunciar um pouco mais, mas quando fico nervosa ou chateada, começo a misturar os dois”, argumentou. Sobre os nomes, a escritora disse que realmente usava Hillary nos Estados Unidos, mas que sua família sempre a chamou de Hilaria. Para evitar mais confusões, ela assumiu definitivamente a segunda versão. “E o que quer que vocês queiram me chamar, eu responderei a ambos”, disse.

Muitas pessoas afirmaram que Hilaria estaria se apropriando da cultura espanhola para criar um tipo de personagem, sendo que essa identidade não é dela. “Sim, eu sou uma garota branca… A Europa tem muitos brancos lá. Minha família é branca. Etnicamente, sou uma mistura de muitas, muitas, muitas coisas. Culturalmente, cresci com as duas culturas [norte-americana e espanhola]. Então, é realmente tão simples quanto isso”, minimizou a questão.

Mais histórias “desencontradas”

Nos stories, Hilaria seguiu dando mais detalhes da sua vida, agora envolvendo o nome do seu marido, o ator Alec Baldwin. “A primeira coisa que disse ao meu marido foi que nasci em Boston”, revelou. “Eu nunca disse que minha mãe era espanhola, minha família é uma grande mistura de tantas coisas diferentes. […] Meu negócio é ser autêntica e quando as pessoas dizem que não estou sendo, fere meus sentimentos… Eu quero levar isso a sério, mas também não quero que seja de repente. Estou me desculpando por quem eu sou. Porque, neste ponto, estou começando a sentir que estou sendo atacada por ser quem eu sou, e que nenhuma resposta é a resposta certa”, lamentou.

[anuncio]

No entanto, um vídeo de Alec Baldwin com David Letterman, de 2013, desmentiu a versão da amada. “Minha esposa é da Espanha… Não quero ser racista quando coloco aquele sotaque, aliás”, disse, referindo-se às imitações que faz de Hilaria falando. Confira o vídeo:

O ator também gravou um vídeo para o Instagram em que parece comentar as acusações feitas contra Hilaria. Apesar de não citar nome ou o caso especificamente, ele reclama das redes sociais. “Vivemos em um mundo agora onde estamos escondidos atrás do anonimato das mídias sociais. As pessoas sentem que podem dizer qualquer coisa. Eles podem dizer qualquer coisa. Eles provavelmente gostariam de fazer qualquer coisa se não corressem o risco de serem pegos e irem para a prisão”, criticou.

Em outro momento, ele menciona “coisas que estão sendo ditas para pessoas que ama”. “E você tem que considerar a fonte [de onde estão vindo as informações]. Há coisas que foram ditas ultimamente sobre pessoas que eu amo, pelas quais me importo profundamente, que são ridículas. Quero dizer, simplesmente ridículas”, disparou. O discurso de Alec também ficou mais inflamado.

“Você tem que abrir caminho através dos escombros do Twitter. O Twitter é apenas um vasto pomar de m*rda”, xingou. “E eu certamente joguei alguma porcaria naquele pomar de vez em quando com coisas que eu disse. Então, não passou despercebido que também sou culpado disso. Mas eu jogaria fora publicamente o Twitter amanhã”, finalizou.

O post Internautas acusam apresentadora Hilaria Baldwin de fingir sotaque espanhol, trocar de nome e mentir sobre suas origens: “Trapaça de uma década” apareceu primeiro em Notícias.

You may have missed