Fevereiro 24, 2021

Eduardo Bolsonaro critica Thelma do “BBB20” por férias em ilha isolada e médica rebate ataques: “Não tente desviar o foco”; entenda

Na tarde desta segunda-feira (28), o deputado federal Eduardo Bolsonaro usou suas redes sociais para falar sobre as férias das três finalistas do “BBB 20” – Thelma Assis, Rafa Kalimann e Manu Gavassi. Elas alugaram uma ilha isolada para passar o fim de ano juntas, acompanhadas apenas por seus respectivos parceiros, e da atriz Bruna Marquezine.

Neste domingo (27), Rafa postou uma série de vídeos em seu Instagram para mostrar o que elas fizeram para passar as festas juntas. As quatro amigas se reuniram em uma ilha privativa alugada e já anteciparam que menos de dez pessoas estarão por lá nesse período – sem maiores aglomerações. “Vivemos um momento tão importante juntas esse ano, não tinha como não virar ao lado delas”, escreveu Kalimann em seus Stories.

O filho de Jair Bolsonaro criticou a reunião das amigas, mas focou sua queixa apenas em Thelma. Pelo Twitter, o político compartilhou um trecho de uma campanha da prefeitura de São Paulo estrelada pela médica, que recomendava que as pessoas tomassem os devidos cuidados na prevenção da Covid-19. Na sequência, o vídeo de Eduardo inseriu o registro do refúgio delas. “Mais uma para a conta da hipocrisia”, escreveu.

Além de Eduardo, algumas outras pessoas também se manifestaram contra a reunião. Os termos “Thelminha” e “hipocrisia” foram alguns dos mais comentados no Twitter. Por outro lado, muitos ficaram indignados que as críticas foram exclusivas à Thelma, sendo que a campeã do BBB estava acompanhada de mais oito pessoas nesse isolamento na ilha. O dedos apontados apenas para a médica foram interpretados como racismo, por diversos internautas e personalidades.

[anuncio]

“O ódio que sentem quando sabem que existe uma mulher preta bem sucedida, organizada, milionária! Thelma está com um grupo de 4 amigas, total de 9 pessoas em uma ilha que alugaram… Só ela está sendo cancelada! A gente sabe o que é isso! Vocês não vão mais nos matar!”, disparou Tia Má. A jornalista Ashley Malía também criticou as comparações com grandes festas promovidas na pandemia. “Por que estão comparando o fato da Thelma ir com as amigas para uma ILHA alugada com pessoas que fazem festa com 300 pessoas na pandemia? Que comparação escrota. Mais que isso: só a preta que é criticada, né?”, disse.

[anuncio]

“Rafa, Manu, Thelma e Bruna alugaram um ilha para passar o réveillon juntas, adivinha quem está sendo cancelada? O racismo é doentio, que bizarro”, avaliou Wendy Andrade. Já Stephanie Ribeiro opinou: “No fundo as pessoas estão é impactadas como uma mulher como Thelma possui dinheiro pra alugar uma ilha só pra ela. No fundo, o debate é sobre isso e nem sobre a pandemia. Acho que mesmo que não estivéssemos numa pandemia, isso estaria sendo questionado”.

Diante da exposição e de como vinha sendo atacada, Thelma até mesmo delimitou quem poderia fazer comentários em seu Instagram. “Estão no mesmo local passando final de ano juntas, mas uma pode postar foto com comentários abertos e a outra não”, complementou Stephanie, ressaltando como a médica estava no centro do alvo.

[anuncio]

Thelminha se posiciona

Com a repercussão dessa história, que chegou até o deputado, a própria Thelma usou suas redes sociais para rebater os ataques e sugerir tópicos de extrema relevância para ele se preocupar. “É sério que o filho do presidente do país me chamou de hipócrita por estar em uma ILHA com 8 pessoas?”, iniciou ela, que também teve seu posicionamento repostado por Bruna Marquezine.

“Eduardo Bolsonaro, o senhor é um deputado federal. Posso citar algumas pautas para se preocupar: 191.139 mortes; calendário de vacinas; apoio para comunidade científica; economia; e claro, poderia nos ajudar com a investigação sobre Marielle?”, disparou. Thelminha ainda concluiu: “No mais encontro-me segura da minha responsabilidade como médica e cidadã. Não tente desviar o foco de tantas pautas importantes”.

[anuncio]

Bruna também não deixou barato. A atriz recordou que em outra ocasião não recebeu nem metade dos ataques de agora. “Aglomerar? Não entendi. No meu aniversário, depois de 6 meses de isolamento, fiz a mesma viagem, com os mesmos cuidados, com o mesmo número de pessoas e vocês não estavam revoltadas assim e nem me chamando de hipócrita, muito pelo contrário, pediam até foto”, escreveu ela.

Uma moça no Twitter afirmou que ela não deveria “dar desculpas”, quando Marquezine respondeu que está em paz com sua escolha. “Não é desculpa, meu bem. Estou muito tranquila com a minha decisão e escolhi não esconder porque estou em paz e ciente que não estou fazendo nada grave, nem colocando a vida de ninguém em risco. O que ainda me impressiona é o quanto essa rede social é tóxica e as pessoas amarguradas”, rebateu.

Web se revolta com críticas à ex-BBB

Com as críticas de Eduardo Bolsonaro, houve também os que não compreenderam como essas queixas estavam vindo justamente daqueles que nunca apoiaram o distanciamento social, que estiveram em aglomerações significativas ou até mesmo menosprezaram o vírus – como várias figuras políticas fizeram.

[anuncio]

Uma situação de “dois pesos e duas medidas” também foi notada por alguns que citaram o caso da mega festa de Réveillon em Mangaratiba (RJ), que supostamente foi organizada por Neymar, e não recebeu tantas queixas das mesmas pessoas. Ainda outros defenderam que o quarteto de amigas têm o direito de pagar para se manter isoladas numa ilha. Veja abaixo:

[anuncio]

Por fim, em meio à história, um outro vídeo de Thelma voltou a circular nas redes sociais, de quando ela passou a última véspera de Natal nas ruas de São Paulo fazendo trabalho voluntário e ajudando pessoas em condições vulneráveis. “Viralizar esse vídeo ninguém quis, né?”, comentou um internauta. Olha só:

O post Eduardo Bolsonaro critica Thelma do “BBB20” por férias em ilha isolada e médica rebate ataques: “Não tente desviar o foco”; entenda apareceu primeiro em Notícias.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
11993455895