Janeiro 21, 2021

MP oferece 13ª denúncia contra João de Deus por crimes sexuais

O médium João de Deus

O médium João de Deus
Marcelo Camargo/Agência Brasil/Arquivo

O Ministério Público de Goiás ofereceu na terça-feira (15) a 13ª denúncia contra o médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, pela prática de estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude, envolvendo 18 mulheres.

Após seis dias na UTI, João de Deus recebe alta médica

Os promotores que assinam a denúncia, Ariane Patrícia Gonçalves e Luciano Miranda, explicam que, em relação a 11 vítimas, os crimes estão prescritos e, nesse caso, elas figuraram como testemunhas. As provas incluem ainda fotografias e documentos.

Os crimes teriam ocorrido entre 1999 e 2018. As vítimas são dos estados de Goiás, Pará, Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e Bahia.

O médium acumula 63 anos de prisão em três condenações diferentes: estupros contra cinco mulheres (40 anos em regime fechado), violação sexual mediante fraude contra duas mulheres e estupro de vulnerável contra outras duas (19 anos em regime fechado) e porte ilegal de armas (quatro anos em regime aberto). João de Deus nega as acusações.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp