Janeiro 18, 2021

Emocionante! Zezé Di Camargo chora ao tentar cantar ‘No Dia que eu Saí de Casa’ em missa de sétimo dia do pai: ‘Foi igual no filme’ – Assista

Na noite desta quarta (2), aconteceu na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, em Goiânia, a Missa de Sétimo Dia em homenagem a Francisco José de Camargo, pai da dupla Zezé Di Camargo e Luciano. Durante a cerimônia, Zezé realizou uma linda homenagem e não conteve a emoção. “Como no filme, parece que a cena se repetia”, disse ele em entrevista ao telejornal local “Bom Dia Goiás”, da Rede Globo, em referência ao longa autobiográfico “Dois Filhos de Francisco”.

Zezé Di Camargo, família e amigos subiram no altar para cantar e declarar o amor pelo pai, Seu Francisco. Foto: Reprodução/TV Globo

Seu Francisco, como era carinhosamente apelidado, foi internado no dia 10 de novembro, com dores no intestino. Quatro dias depois, passou por uma cirurgia de emergência, e havia começado a apresentar melhora. No entanto, ele acabou não resistindo e faleceu no dia 23 de novembro, aos 83 anos. Francisco deixou a esposa, oito filhos e vinte e seis netos.

Sem o irmão da dupla, Luciano, que não compareceu ao evento devido ao diagnóstico de Covid-19, o sertanejo subiu no altar junto do irmão Camarguinho e do amigo Felipe Araújo para cantar a clássica música “No Dia que eu Saí de Casa”. Mas segundo ele, não foi fácil. “Na verdade, eu não consegui cantar, como no filme, pelo incrível que pareça, parece que a cena se repetia. Claro que agora muito mais dolorida”, explicou Zezé.

O filme “Dois Filhos de Francisco” foi assistido por cerca de seis milhões de pessoas e arrecadou aproximadamente R$ 34 milhões, de acordo com sites especializados em cinema. Foto: Reprodução

[anuncio]

“No filme, foi a emoção de ver minha mãe e meu pai no palco. Hoje, foi a emoção de saber que a gente não vai ter ele mais do lado da gente”, comparou o cantor, completando ainda que as lágrimas derramadas na missa foram de gratidão, não de tristeza. “Você lembra do pai, do que ele construiu, do ensinamento que ele deixou e, principalmente, é um choro de agradecimento pelas pessoas que estavam ali, passando para a gente uma energia boa de que estamos aqui”, declarou.

A celebração religiosa contou com a presença amigos e familiares, além de um convidado especial, que também subiu no altar para prestar suas condolências: o cantor Felipe Araújo, irmão de Cristiano Araújo, cuja morte em um acidente de carro em 2015 gerou grande comoção em todo o país. Ele entoou a canção cristã “Ninguém Explica Deus”. A igreja, inclusive, também sediou a Missa de Sétimo Dia do irmão de Felipe, sendo presidida pelo mesmo padre.

Seu Francisco e Zezé, em julho deste ano, durante uma visita do sertanejo à casa da família. Foto: Reprodução/Instagram

Ainda nas belas palavras de Zezé durante a homenagem, o popular filme de 2005 que retrata a jornada da família e o esforço do humilde patriarca para tornar os filhos famosos mostrou “apenas 10% da gradiosidade” do pai. “Um ser humano igual ao meu pai não se fabrica mais hoje em dia”, afirmou o filho mais velho de Seu Francisco.

Assista ao trecho:

O post Emocionante! Zezé Di Camargo chora ao tentar cantar ‘No Dia que eu Saí de Casa’ em missa de sétimo dia do pai: ‘Foi igual no filme’ – Assista apareceu primeiro em Notícias.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp