Janeiro 23, 2021

Ibovespa fecha em queda, mas tem melhor novembro desde 1999

Ibovespa saltou 16% no acumulado de novembro

Ibovespa saltou 16% no acumulado de novembro
Paulo Whitaker/Reuters – 24.8.2015

O Ibovespa fechou em queda nesta segunda-feira (30), em meio a movimentos de realização de lucros, após apresentar o melhor desempenho para novembro desde 1999.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 1,52%, a 108.893,32 pontos, contabilizando uma alta de 16% em novembro. O volume financeiro da última sessão do mês somou R$ 42,3 bilhões.

Leia mais: Dólar fecha novembro com maior queda para o mês desde 2002

O desempenho positivo do mercado acionário no mês foi guiado por pelo resultado da eleição de Joe Biden como futuro presidente dos Estados Unidos e notícias positivas sobre o desenvolvimento de vacinas para combater a covid-19.

Nesse contexto, as ações de companhias aéreas foram o principal destaque positivo no período, com Azul, Gol e CVC Brasil acumulando valorizações de 69%, 50% e 48,5%, respectivamente no mês após fortes perdas provocadas pelos impactos da pandemia do novo coronavírus.

Na outra ponta do Ibovespa, varejistas associadas a comércio eletrônico experimentaram acomodação nos preços, após altas expressivas desde o começo da pandemia, com a disparada das vendas online na esteira de medidas de restrições para tentar controlar a disseminação da doença.

Magazine Luiza termina o mês com queda acumulada de 5,1%, embora em 2020 ainda contabilize um ganho de 96,4%. B2W acumulou declínio de 6,4%, enquanto Via Varejo conseguiu encerrar no azul, mas ainda assim com performance pior que a do Ibovespa, subindo 3,4%.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp