Janeiro 18, 2021

Luiza Ambiel revela assédios na “Banheira do Gugu” e recorda como apresentador a defendia: “Eu discutia, saía no tapa, dava soco”; assista

Anos antes de causar em “A Fazenda 12”, Luiza Ambiel brilhava no inesquecível quadro “Banheira do Gugu”, de Gugu Liberato, na década de 1990. Nesta terça-feira (25), a atriz falou sobre essa época, reviveu algumas brigas e casos de assédio, e lembrou de como o apresentador a defendia diante de eventuais problemas nos bastidores.

Luiza deu entrevista ao programa “De Tudo Um Pouco”, da rádio Jovem Pan, e contou que muitos achavam que podiam tocá-la apenas por ela participar do quadro de Gugu. “Não vou mentir, sofri muito assédio, muita discriminação. Eu era taxada. Por exemplo, achavam que todo mundo que chegava ali passava a mão em mim. Não é verdade. Eu segurava, a produção conversava, o Gugu sempre conversava e falava: ‘Não põe a mão nela porque você já sabe que ela é barraqueira’”, contou.

Luiza Ambiel contou que precisou brigar muito para se defender dos assédios na “Banheira do Gugu”. (Foto: Reprodução/YouTube)

A postura de “encrenqueira” foi um dos mecanismos que Ambiel usou na época para evitar “excessos” dos convidados do programa. “Eu tive que brigar muito. Esses barracos que eu fiz em A Fazenda foram ficha. Porque lá [na banheira] eu não era expulsa. Eu não pagava multa, não perdia cachê”, continuou ela.

[anuncio]

Um desses episódios desagradáveis teria sido com o músico Salgadinho, do grupo Katinguelê, em que Luiza teve de tomar providências mais drásticas. “O Salgadinho pegou na minha coxa. Falei no ouvido dele: ‘Tira a mão daí’, ‘o sabonete está lá, não está aí’. Mas ele foi mesmo assim. Lembro que levantei para ele não encostar em mim, peguei e ensaquei, torci o dedo dele”, expôs a atriz.

“Eu me tornava mais arisca, desconfiada e brava. No começo, eu tive que me impor muito, eu brigava muito, discutia, saía no tapa, por baixo eu dava soco. Já tive várias brigas para me defender. Quando fiquei com a fama de que eu me defendia, [o assédio] foi parando. Foi ficando tranquilo. Mas eu chegava num lugar e a pessoa falava que eu era p*ta. Por causa do biquíni, a roupa que eu usava“, comentou ela.

[anuncio]

Segundo Luiza, outro dos episódios em que não levou desaforo pra casa foi com Marcelo de Nóbrega, no qual não teve medo de se impor mesmo sendo uma figura importante no SBT. “O Marcelo de Nóbrega, que foi meu diretor por muitos anos e é filho do Carlos Alberto de Nóbrega, ele desamarrou meu biquíni no programa ao vivo! Não pensei duas vezes, o pau rolou! E o Gugu ficou do meu lado, me defendeu”, reforçou, sobre o apoio de Gugu.

Luiza Ambiel lembrou dos bastidores dos tempos em que era uma musa da “Banheira do Gugu”. (Foto: Reprodução/YouTube)

Aliás, Ambiel não voltaria atrás quanto a sua postura combativa: “Eu briguei mesmo. Podia ser filho de quem fosse, podia ser quem fosse”. Ela também se recorda da sintonia com Gugu. “Inconscientemente, eu sabia que tinha o Gugu para me proteger, porque várias vezes, no SBT, pediam a minha cabeça mesmo. Porque eu brigava mesmo com a galera para me proteger, para me impor”, mencionou.

[anuncio]

Ela ainda falou que o apresentador sempre saía em sua defesa, e até alertava os convidados de que deveriam se comportar com ela. “Teve um dia que o Gugu falou assim: ‘Você se controla’. Tinha hora que eu só olhava para ele e ele já falava: ‘Olha, cuidado! A Luiza é muito brava’. Ele já intervia”, completou. Assista ao vídeo na íntegra aqui:

O post Luiza Ambiel revela assédios na “Banheira do Gugu” e recorda como apresentador a defendia: “Eu discutia, saía no tapa, dava soco”; assista apareceu primeiro em Notícias.

You may have missed

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp