Novembro 28, 2020

Sia rebate críticas por escolha de atriz para interpretar personagem autista em novo filme: “Assistam antes de julgá-lo”

<p>Nesta sexta-feira (20), a cantora Sia foi em seu Twitter rebater as críticas recebidas pelo seu novo filme “Music”. A  produção conta com uma personagem autista (chamada Music), interpretada por Maddie Ziegler. No entanto, muitos ficaram desapontados ao ver que a jovem foi escalada para o longa, em vez de uma atriz autista. Além disso, […]</p> <p>O post <a rel="nofollow" href="https://hugogloss.uol.com.br/famosos/sia-rebate-criticas-por-escolha-de-atriz-para-interpretar-personagem-autista-em-novo-filme-assistam-antes-de-julga-lo/">Sia rebate críticas por escolha de atriz para interpretar personagem autista em novo filme: “Assistam antes de julgá-lo”</a> apareceu primeiro em <a rel="nofollow" href="https://hugogloss.uol.com.br/">Hugo Gloss</a>.</p>

Nesta sexta-feira (20), a cantora Sia foi em seu Twitter rebater as críticas recebidas pelo seu novo filme “Music”. A  produção conta com uma personagem autista (chamada Music), interpretada por Maddie Ziegler. No entanto, muitos ficaram desapontados ao ver que a jovem foi escalada para o longa, em vez de uma atriz autista.

Além disso, após o lançamento do trailer, teve gente que não gostou da forma como retrataram Music no projeto, acusando-a de ser “infantil”. Em uma entrevista de outubro para a Variety, Maddie descreveu sua personagem como alguém que “não fala nada e tem um pouco de ecolalia, pode repetir o que você diz a ela, mas não cria sua própria linguagem”.

“Isso é totalmente inaceitável e não há desculpas, você deve saber melhor do que permitir que pessoas fisicamente aptas e neurotípicas representem a comunidade com deficiência. É incrivelmente ofensivo, assim como a infantilização da personagem”, escreveu uma usuária da rede social. Sia, por sua vez, explicou que tentou trabalhar com “uma linda garota não verbal do espectro, mas ela achou desagradável e estressante”, por isso escalou a Maddie.

Já a atriz irlandesa Bronagh Waugh questionou: “Posso perguntar por que você não escalou um ator com deficiência para este papel? É muito ofensivo a maneira como você escolheu para interpretar essa personagem. Pessoas com deficiência não estão quebradas e não precisam ser consertadas”.

A cantora então declarou que nunca se referiu à personagem de Maddie como incapaz. “Habilidades especiais é o que eu sempre disse, e colocar alguém em seu nível de atuação foi cruel, não gentil, então tomei a decisão executiva de que faríamos o nosso melhor para representar a comunidade com amor”, finalizou.

Ainda assim, as pessoas não ficaram contentes com a resposta, acreditando que havia mais que a voz de “Chandelier” podia ter feito. “Vários atores autistas, inclusive eu, responderam a esses tuítes. […] Essas desculpas são somente isso — desculpas. O fato é que nenhum esforço foi feito para incluir qualquer pessoa que fosse realmente autista”, declarou uma seguidora. Dessa vez, Sia respondeu apenas: “Talvez você seja uma atriz ruim”. 

Quando outra pessoa comentou que era uma pena que alguém com uma plataforma tão grande quanto Sia, “estivesse usando-a para excluir atores deficientes e neuro-diversos de suas próprias narrativas”, ela rebateu dizendo que “seu coração estava no lugar certo”, porque havia escalado treze pessoas neuroatípicas e três pessoas trans. E não para interpretar “prostitutas ou viciados em drogas” e sim “médicos, enfermeiras e cantores”. “F*didamente triste, ninguém viu o maldito filme [ainda]”, desabafou.

A cantora também não entendeu quando uma seguidora afirmou que era “decepcionante ver mais uma deturpação de pessoas neurodivergentes”. Segundo Sia, a personagem é totalmente baseada em seu amigo neuroatípico. “Ele achou muito estressante não falar nada, e eu fiz este filme com nada além de amor por ele e sua mãe”, afirmou.

Por fim, após várias críticas, Sia parece ter perdido a paciência e tuitou: “Porra, porra, por que vocês não assistem meu filme antes de julgá-lo? FÚRIA”.

É claro que também teve gente que elogiou Sia por representar o autismo na tela. “A maneira como essas pessoas falam, quando não têm ideia de como o filme apresenta o autismo, tão estúpido. Ela está tentando passar outras mensagens. Ela não está tentando dizer que as pessoas com habilidades especiais são quebradas. Ela está dizendo que eles são especiais e têm suas belas perspectivas”, escreveu um fã.

Outro ainda acrescentou: “Onde estava aquela energia negativa quando a Netflix lançou ‘Atypical’ com o personagem principal interpretado por pessoas não autistas? Onde está essa energia negativa quando personagens gays são interpretados por pessoas heterossexuais O TEMPO TODO?”

Você pode conferir o trailer de “Music” abaixo:

O post Sia rebate críticas por escolha de atriz para interpretar personagem autista em novo filme: “Assistam antes de julgá-lo” apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511993455895