Novembro 28, 2020

Biden encosta em Trump na reta final da apuração na Pensilvânia

Vantagem de Trump na Pensilvânia cai para menos de 20 mil votos Jonathan Ernst/Brian Snyder/Reuters O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, que na manh...
Vantagem de Trump na Pensilvânia cai para menos de 20 mil votos

Vantagem de Trump na Pensilvânia cai para menos de 20 mil votos

Jonathan Ernst/Brian Snyder/Reuters

O candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, que na manhã desta sexta-feira (6) virou o placar da apuração no estado da Geórgia, também encostou no postulante republicano à reeleição, Donald Trump, na Pensilvânia, que se encaminha para encerrar a contagem de votos.

De acordo com as projeções de veículos de imprensa americanos, 97% do processo de apuração foi realizado e a diferença do atual chefe de governo para o adversário é de 18.042 votos. Na terça-feira, horas depois do fechamento das urnas, a vantagem de Trump era de 500 mil.

O cálculo é que faltam cerca de 200 mil votos a serem apurados na Pensilvânia, a maioria correspondente aos eleitores que enviaram as escolhas pelo correio. A expectativa dos analistas é que a maioria favoreça Biden.

As autoridades da Pensilvânia anunciaram anteriormente que planejam concluir a contagem dos votos ainda nesta sexta-feira.

A pequena margem entre dois candidatos no estado não é novidade, já que nas eleições de 2016, Trump obteve os 20 delegados locais no Colégio Eleitoral ao superar a então candidata democrata, Hillary Clinton, por apenas 40 mil votos.

Virada na Geórgia

De acordo com números divulgados pela imprensa local às 4h30 (6h30 de Brasília), Biden ultrapassou Trump na Geórgia, com isso passou a estar muito perto de se sair vencedor das eleições, conforme indicam as projeções.

O democrata tinha vantagem de 917 votos para o concorrente, após conseguir reduzir gradativamente a diferença que havia entre os dois, após o atual presidente largar na frente no estado.

Na Geórgia, estão em jogo 16 votos no Colégio Eleitoral, que decide de fato o próximo mandatário americano. Caso os obtenha, Biden passa a ter maioria folgada, já que as projeções indicam que ele obteve outros 264 – embora haja divergência entre 11 do Arizona.

Outros Estados

Entre os estados que ainda estão em processo de apuração, o candidato democrata está na frente de Trump em Nevada, por 11.438 votos, quando ainda restam menos de 250 mil para serem contabilizados, segundo estimativas.

A maioria dos votos que ainda serão computados correspondem à Las Vegas e arredores, que tendem a optar pelo Partido Democrata, indicam analistas. Com isso, a expectativa é que Biden consiga manter a vantagem.

Na Carolina do Norte, Trump tem 76.701 votos de frente para o adversário, o que representa 1,4% da preferência. No estado, contudo, a apuração não deve terminar antes do início da próxima semana, já que os votos por correio serão recebidos até quinta-feira.

Já no Arizona, onde os principais veículos de imprensa do país projetaram a garantia da vitória para Biden, há outros que divergem e apontam uma vantagem de 46.257 votos para o democrata, faltando 300 mil a serem apurados, a maioria de eleitores que anteciparam a participação no pleito.

Já no Alasca, com processamento de dados mais lento e apenas 56% os votos contados, a vitória de Trump é dada como cerca, já que a distância para o adversário é de quase 30 pontos percentuais.

Veja mais: EUA têm nova noite de protestos contra e a favor contagem de votos

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511993455895