Novembro 29, 2020

Com margem apertada, Pensilvânia deve ter resultado nesta 6ª

Funcionários carregam caixas com votos em centro de apuração na Filadélfia Tracie Van Auken / EFE - EPA - 4.11.2020 Restando cerca de 300 mil votos para serem contabilizados, o E...
Funcionários carregam caixas com votos em centro de apuração na Filadélfia

Funcionários carregam caixas com votos em centro de apuração na Filadélfia

Tracie Van Auken / EFE – EPA – 4.11.2020

Restando cerca de 300 mil votos para serem contabilizados, o Estado da Pensilvânia deve ter uma projeção do resultado local na eleição dos EUA nesta sexta-feira (6). Até a noite desta quinta, o presidente Donald Trump ainda liderava contra o democrata Joe Biden, mas com uma margem cada vez menor, de 90,5 mil votos.

Acompanhe a apuração da eleição dos EUA no mapa interativo

Em uma coletiva de imprensa, a secretária de Estado da Pensilvânia, Kathy Boockvar, assegurou que os votos serão todos contados e defendeu o sistema e os funcionários que fazem a apuração.

“Eles são extremamente profissionais. Não importa o método que o cidadão escolheu, posso dizer que cada um deles é totalmente seguro”, afirmou ela.

Margens reduzidas

A Pensilvânia já apurou cerca de 93% dos votos e pode decidir o pleito caso Biden consiga vencer no Estado. Isso porque ele precisa de 270 delegados no Colégio Eleitoral e tem 253 neste momento. A Pensilvânia tem 20 delegados, o que daria a vitória a ele sem precisar de nenhum outro dos cinco Estados que ainda estão em aberto.

Na Geórgia, a diferença também está menor a cada nova atualização. Trump está na frente, com 49,5% dos votos, e Biden tem 49,3%, uma vantagem para o republicano que no momento é de apenas 9,5 mil, com 98% dos votos apurados. A Geórgia concede 16 votos para o Colégio Eleitoral.

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511993455895