Novembro 29, 2020

Quais são as próximas etapas da eleição presidencial nos EUA

Caso não haja vencedor no Colégio Eleitoral, haverá votação no Congresso Graeme Sloan / Sipa USA via Reuter - Arquivo A apuração dos votos na eleição presidencial dos EUA ainda p...
Caso não haja vencedor no Colégio Eleitoral, haverá votação no Congresso

Caso não haja vencedor no Colégio Eleitoral, haverá votação no Congresso

Graeme Sloan / Sipa USA via Reuter – Arquivo

A apuração dos votos na eleição presidencial dos EUA ainda precisa ser concluída, mas ela não é o último passo no processo eleitoral. Tanto o presidente Donald Trump quanto o adversãrio Joe Biden ainda precisa não apenas consolidar votos para vencer, mas levar em conta as próximas fases.

Leia também: Como funciona o Colégio Eleitoral na eleição dos EUA

Pelas regras, o prazo final para que as disputas judiciais em torno da apuração seja resolvidas termina no dia 8 de dezembro.

A fase seguinte acontece no dia 14 de dezembro, quando os delegados do Colégio Eleitoral se reúnem em seus respectivos Estados, para preencher as cédulas que serão encaminhadas para aprovação do Congresso.

Já o Congresso, cuja nova legislatura toma posse no dia 3 de janeiro de 2021, tem até o dia 6 de janeiro para contar os votos do Colégio Eleitora e, oficialmente, anunciar o resultado final da eleição.

Esse é o caminho esperado de uma eleição nos EUA. No entanto, Trump já deu sinais de que vai pedir na Justiça a recontagem de votos em alguns estados, especialmente por conta da onda de votos antecipados somada ao final das contagens. Isso pode prologar o prazo para a escolha do novo presidente.

Eleição no Congresso

Caso exista um empate entre os 538 votos do colégio, o pleito será decidido em uma eleição parlamentar. Na Câmara de Representantes, a bancada de cada Estado dá um voto para presidente. O candidato com 26 votos é declarado o vencedor.

Já o Senado faz uma votação para escolher o vice-presidente. A diferença é que cada um dos 100 senadores tem um voto e o candidato precisa de maioria simples, ou seja, 51 votos para ser eleito.

Esse tipo de votação, conhecido como “eleição contingencial”, aconteceu apenas três vezes na história norte-americana, todas entre 1800 e 1836. Thomas Jefferson, terceiro presidente dos EUA e um dos pais da Constituição, foi eleito dessa forma em 1800.

A posse do futuro presidente está marcada para 20 de janeiro de 2021.

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511993455895