Dezembro 3, 2020

Latinos reforçam margem de vitória de Donald Trump na Flórida

Cubanos apoiadores de Donald Trump em Miami, na Flórida

Cubanos apoiadores de Donald Trump em Miami, na Flórida
Marco Bello/ Reuters/ 04.11.2020

Uma onda de apoio de eleitores latinos deu ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, uma vitória decisiva na Flórida na eleição de terça-feira (3), ajudando-o a conquistar o que é visto há muito tempo como um Estado que dita tendências.

Trump, que também levou o Estado quatro anos atrás, superou a votação de 2016 entre os hispânicos locais, que representam 19% do eleitorado. Grande parte desta mudança ocorreu em Miami-Dade, condado que abriga as maiores comunidades cubanas e venezuelanas da Flórida.

 – Acompanha a cobertura completa da Eleições EUA 2020 –

Muitos norte-americanos de ascendência cubana e venezuelana deixaram países que consideram arruinados por políticas socialistas. Quando Trump e seus aliados pintaram o oponente Joe Biden, um democrata moderado, como um socialista ou alguém ligado à “esquerda radical”, isso os impactou, disseram alguns eleitores de Miami à Reuters.

Trump também venceu no Texas e erodiu o apoio dos latinos aos democrata neste Estado, mostram os resultados. O resultado final da eleição presidencial ainda está pendente, já que os votos continuam a ser contados.

Nacionalmente, Trump recebeu uma proporção maior de apoio de não brancos do que em 2016, de acordo com pesquisas de boca de urna da Edison Research, ajudando a compensar a queda de apoio entre brancos.

Neste ano, o endosso a Trump aumentou 3 pontos entre todos os latinos e 15 pontos entre os mais velhos, e saltou 11 pontos entre eleitores negros de 30 a 44 anos.

Biden ainda pode vencer a eleição com vitórias em outros Estados. Se perder, parte da culpa pode ser atribuída à sua incapacidade de engajamento com os eleitores latinos, disse Jaime Regalado, professor de Ciência Política da Universidade Estadual da Califórnia de Los Angeles.

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511987618725