Novembro 29, 2020

‘São Paulo dá péssimo exemplo ao aumentar impostos’, diz Bolsonaro 

<div class="media_box full-dimensions460x305"> <div class="edges"> <img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/bolsonaro-conversa-com-apoiadores-antes-de-reuniao-com-ministros-27102020112609093?dimensions=460x305" title="Bolsonaro ouve apoiadores antes de reunião " alt="Bolsonaro ouve apoiadores antes de reunião " /> <div class="gallery_link"> </div> </div> <div class="content_image"> <span class="legend_box ">Bolsonaro ouve apoiadores antes de reunião </span> <span class="credit_box ">Youtube / Reprodução</span> </div> </div> <p> O presidente Jair Bolsonaro fez críticas nesta terça-feira (27) ao suposto aumento de impostos promovido pelo Governo de São Paulo durante a <strong><a href="https://noticias.r7.com/saude/coronavirus">pandemia</a></strong>.</p> <p> "São Paulo aumentou barbaramente produtos da cesta básica. Lamentavelmente. Está cobrando imposto até do cara que tem deficiência e está comprando carro", disse o presidente a apoiadores pouco antes da <strong><a href="http://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-reune-ministros-do-conselho-de-governo-nesta-terca-27102020">reunião com ministros </a></strong>nesta manhã.</p> <p> O chefe do Executivo federal se referia ao projeto de <strong><a href="https://noticias.r7.com/sao-paulo/governo-paulista-estima-economizar-r-7-bi-com-pacote-fiscal-de-doria-15102020">ajuste fiscal do governador de São Paulo, João Doria</a></strong>, que entre outras mudanças, retira isenções do ICMS. </p> <p> <strong><a href="https://noticias.r7.com/sao-paulo/mp-sp-se-manifesta-contra-ajuste-fiscal-proposto-por-joao-doria-10092020">MP-SP se manifesta contra ajuste fiscal proposto por João Doria</a></strong></p> <div class="related_content"> <h6>Veja também</h6> <ul> <li><a href="http://noticias.r7.com/brasil/mourao-reitera-defesa-de-vies-liberal-e-de-continuidade-de-reformas-27102020">Mourão reitera defesa de viés liberal e de continuidade de reformas </a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/economia/brasil-e-o-6-no-mundo-em-gastos-com-funcionarios-publicos-diz-cni-27102020">Brasil é o 6º no mundo em gastos com funcionários públicos, diz CNI</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/economia/governo-define-plano-de-desenvolvimento-para-ate-2031-27102020">Governo define plano de desenvolvimento para até 2031</a></li> <li><a href="http://noticias.r7.com/economia/tecnologia-deixara-de-criar-303-mil-vagas-em-5-anos-sem-desoneracao-27102020">Tecnologia deixará de criar 303 mil vagas em 5 anos sem desoneração</a></li> </ul> </div> <p> Segundo o presidente, se não fosse o trabalho de sua equipe econômica, com auxílio emergencial, socorro às micro e pequenas empresas e rolagem de dívida dos Estados, a crise econômica seria muito pior atualmente.</p> <p> <strong><a href="https://noticias.r7.com/sao-paulo/doria-diz-que-fala-de-bolsonaro-sobre-compra-da-vacina-e-criminosa-22102020">Doria diz que fala de Bolsonaro sobre compra da vacina é criminosa</a></strong></p> <p> "Aquela recomendação, sabe: fique em casa. Lembra que eu falava: <strong><a href="https://noticias.r7.com/brasil/se-fosse-comigo-seria-diferente-diz-bolsonaro-sobre-isolamento-12052020">tem que tratar do vírus e da economia</a></strong>.  Olha o problema aí", comentou Bolsonaro.</p> <p> "Nós, sim, não aumentamos impostos, Agora o Estado que é o mais importante da economia do Brasil dá esse péssimo exemplo."</p> <p> De acordo com o presidente, já há provas da recuperaçao econômica do país. "Lá fora estão recomendando reais", afirmou.</p> <p> A seu lado, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que no mês passado foram criadas 250 mil vagas de trabalho e 300 mil empresas foram abertas. "A recuperação está sendo em V, como achávamos", disse ele.</p> <p> Antes de falar sobre a pandemia, Bolsonaro também cutucou outro adversário político, Flavio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, ao conversar com um apoiador que mora no Estado: "Tem que tirar o PCdoB de lá. Só aqui no Brasil [há] comunista falando que é democrático".</p> <div class="media_box embed intertitle_box"> <div class="content">Resposta</div> <span class="author"></span> </div> <p> O governador João Doria reagiu afirmando que Bolsonaro é desinformado e citando a alta dos índices de inflação. “O presidente Jair Bolsonaro segue sendo um desinformado. São Paulo não fez e não fará nenhum aumento de imposto. Fizemos sim a reforma administrativa que ele, Bolsonaro, deixou de fazer no plano federal", declarou o governador. "Quem aumentou o mais cruel dos impostos foi o presidente Bolsonaro com a volta da inflação. No seu governo, a extrema pobreza não para de crescer e a miséria já atinge 13,8 milhões de brasileiros."</p> <div class="media_box embed network_box" data-name="twitter"><blockquote class="twitter-tweet"><p lang="pt" dir="ltr">Ao invés de buscar soluções para alimentar os mais pobres, o Presidente tenta esconder o que todo mundo vê: o óleo de cozinha subiu 30%, o arroz 16% e o leite mais 7%. Enquanto quase 14 milhões de brasileiros não tem o que comer, Bolsonaro só se preocupa com a sua fome de poder.</p>&mdash; João Doria (@jdoriajr) <a href="https://twitter.com/jdoriajr/status/1321122339342426118?ref_src=twsrc%5Etfw">October 27, 2020</a></blockquote> <script async src="https://platform.twitter.com/widgets.js" charset="utf-8"></script></div> <div class="media_box embed video_box full-dimensionsundefined" data-name="r7"> <iframe src="https://player.r7.com/video/i/5f5420661df97b3c54000b8a" width="640" height="360" frameborder="0" loading="lazy" allowfullscreen></iframe> </div>
Bolsonaro ouve apoiadores antes de reunião

Bolsonaro ouve apoiadores antes de reunião
Youtube / Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro fez críticas nesta terça-feira (27) ao suposto aumento de impostos promovido pelo Governo de São Paulo durante a pandemia.

“São Paulo aumentou barbaramente produtos da cesta básica. Lamentavelmente. Está cobrando imposto até do cara que tem deficiência e está comprando carro”, disse o presidente a apoiadores pouco antes da reunião com ministros nesta manhã.

O chefe do Executivo federal se referia ao projeto de ajuste fiscal do governador de São Paulo, João Doria, que entre outras mudanças, retira isenções do ICMS. 

MP-SP se manifesta contra ajuste fiscal proposto por João Doria

Segundo o presidente, se não fosse o trabalho de sua equipe econômica, com auxílio emergencial, socorro às micro e pequenas empresas e rolagem de dívida dos Estados, a crise econômica seria muito pior atualmente.

Doria diz que fala de Bolsonaro sobre compra da vacina é criminosa

“Aquela recomendação, sabe: fique em casa. Lembra que eu falava: tem que tratar do vírus e da economia.  Olha o problema aí”, comentou Bolsonaro.

“Nós, sim, não aumentamos impostos, Agora o Estado que é o mais importante da economia do Brasil dá esse péssimo exemplo.”

De acordo com o presidente, já há provas da recuperaçao econômica do país. “Lá fora estão recomendando reais”, afirmou.

A seu lado, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que no mês passado foram criadas 250 mil vagas de trabalho e 300 mil empresas foram abertas. “A recuperação está sendo em V, como achávamos”, disse ele.

Antes de falar sobre a pandemia, Bolsonaro também cutucou outro adversário político, Flavio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, ao conversar com um apoiador que mora no Estado: “Tem que tirar o PCdoB de lá. Só aqui no Brasil [há] comunista falando que é democrático”.

Resposta

O governador João Doria reagiu afirmando que Bolsonaro é desinformado e citando a alta dos índices de inflação. “O presidente Jair Bolsonaro segue sendo um desinformado. São Paulo não fez e não fará nenhum aumento de imposto. Fizemos sim a reforma administrativa que ele, Bolsonaro, deixou de fazer no plano federal”, declarou o governador. “Quem aumentou o mais cruel dos impostos foi o presidente Bolsonaro com a volta da inflação. No seu governo, a extrema pobreza não para de crescer e a miséria já atinge 13,8 milhões de brasileiros.”

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp
01511993455895