Presidiário saiu no indulto e mata evangélica com pedradas e facadas

Indulto faz mais uma vítima

Por - 05/04/2012 20h27 Imprimir

Morreu no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) na manhã desta quinta-feira (5) Marinalva de Lima Almeida, 55 anos que morava próximo a ponte do Rio Jacuípe em Feira de Santana.

 

De acordo com os policiais Rodoviários Federais, Roniel de Lima Almeida, 30 anos, morador do município de Quinjingue foi apontado pela comunidade de ter praticado o crime contra dona de casa.Segundo os policiais da Delegacia de Homicídios, a evangélica seguia pela BR 116 Sul para apanhar água, quando foi parada pelo presidiário .

A perícia informou que a Marinalva foi morta com golpes de faca e pedrada as margens da BR 116 Sul, KM 428 em Feira de Santana.“Ela costumava pegar água no local. Esse marginal, com certeza queria praticar o estupro e ela acabou gritando”. Disse o genro da vitima.

O acusado do crime estava preso há 8 meses na penitenciaria de Lauro de Freitas. Ele cumpria pena acusado de estupro, mas foi beneficiado com a saída temporária da semana santa deste ano
ban

O corpo da vitima foi encaminhado para o Departamento de Policia Técnica, onde será periciado.
Parentes informaram que o velório será no templo da Assembleia de Deus, localidade dos Três Riachos, próximo a Pousada da Feira. 
 

Bandido foi pego em flagrante.


Blog Central de Policia, com informações de Denivaldo Costa.

 



» Comentar
publicidade
publicidade




webdesigner