Assassinato de 4 jovens intriga polícia de Goiás

A vida pessoal das garotas teria ligação indireta com a criminalidade
da cidade

Por RIUS - 12/03/2014 01h04 Imprimir

 

A motivação do assassinato de quatro adolescentes no Morro do Medanha, no Jardim Petrópolis, em Goiânia, na manhã de sábado (8) ainda é um mistério para a polícia. A vida pessoal das garotas teria ligação indireta com a criminalidade da cidade, o que abre um leque de linhas a serem investigadas, segundo a polícia.

 

Miladi Borba e Ana Cardoso, ambas de 19 anos, Sinara Silva, de 16, e Rayane da Costa, de 15 anos, eram amigas e foram encontradas mortas uma ao lado da outra. Todas tinham ferimentos na cabeça.

Uma pessoa que não quis ser identificada afirmou ter ouvido disparos por volta das 3h de sábado.

— Não é a primeira vez. Já aconteceram vários homicídios aqui.

Segundo o policial Murilo Polati, as adolescentes teriam sido atraídas para uma armadilha.

 

— Seriam pessoas do convívio delas, de quem não poderiam ter desconfiança no momento.

Ainda segundo a polícia, foram efetuados ao menos sete disparos. Duas das garotas são primas e todas moravam no Jardim São Francisco, conhecido por ser ponto de prostituição

A avó Rayane disse que a garota teria se envolvido com pessoas estranhas


Foto: Reprodução/Rede Record

A mãe de Rayane está presa há nove meses por tráfico de drogas. Ela recebeu autorização da Justiça para ir ao velório da filha
Foto: Reprodução/Rede Record

Familiares de Sinara afirmaram que a jovem recebia ameaças de um ex-namorado identificado como Samuel. A garota morava com a mãe e com o filho, de pouco mais de um ano


Foto: Reprodução/Rede Record

Uma das garotas do grupo seria amiga de uma menina assassinada em chacina em uma boate no ano passado
Foto: Reprodução/Rede Record

Outra jovem, que não foi identificada pela polícia, teria namorado um ladrão de carros assassinado pela PM durante um confronto
Foto: Reprodução/Rede Record

 



R7 » Comentar
publicidade
publicidade