Veja algumas contradições sobre a morte do pastor Mário Sales

Veículo Peugeot em que Mario Sales e Jeissivan Brito estavam não foi alvejado

Por - 21/10/2013 14h03 Imprimir

O veículo Peugeot em que Mario Sales e Jeissivan Brito estavam não foi alvejado, não possui manchas de sangue. Confronto com a polícia? Afirmaram-me no velório que eles saíram do veículo e foram abatidos com tiros à queima roupa. Mario com um tiro no peito – de frente! Ele não tentou uma fuga. Nesse caso,o tiro seria nas costas!

 

Inacreditável!

Os peritos descobriram tabletes de maconha após abrirem o capuz do veículo.Distante dos olhos de todos? Bem depois… Será mesmo que a droga estava lá? Estão subestimando nossa inteligência? Temos amigos policiais e que conhecem a artimanha!

 

Eu já havia postado um alerta no texto anterior que possui aproximadamente três mil compartilhamentos! Senhores? Está sobrando maldade e faltando-lhes inteligência!
Isso agora é importante!

 

Se a policia estava investigando a quadrilha, porque afirma ter recebido uma denuncia anônima para realizar a desastrosa operação?

 

Onde está o material de vídeo, fotos e quebra do sigilo telefônico? Tem uma vítima de roubo alegando reconhecê-lo como um assaltante?Foi foito um BO da alegação? Existe uma data? Um departamento policial?Será muito fácil saber se foi ele ou não. As igrejas por onde ele passou possui os registros de suas visitas!

 

Sindicância poxa! Afirmaram que Mario Sales pregava nos bairros da periferia de Feira de Santana para despistar a policia. Como assim? O menino pregava por todo Brasil!

 

A família me afirmou que sumiu quase 4.000,00 (quatro mil reais) das ofertas e material vendido! O anel que o rapaz usava…? Uma maquina fotográfica de alto valor?A comunidade Evangélica Brasileira aguarda a verdade dos fatos!

 

Por Marcos Batista. Postado do Facebook: 

https://www.facebook.com/marcos.batista.374



» Comentar
publicidade
publicidade